STORYTAILORS

PALINDROME

PORTUGAL FASHION SS18

FOTOGRAFIA: MÁRIO GALIANO

 

VOLTAR À TERRA, O LIVRO DO BLOG DE ANABELA TEIXEIRA

Voltar â terra, blog da actriz Anabela Teixeira, foi publicado em livro e contou com Ana Galvão e Pedro Norton de Matos para a apresentação que decorreu na livraria Bertrand. Num ambiente de tertúlia, entre familiares, amigos e convidados, a apresentação contou com uma pequena performance da actriz Anabela Teixeira que representou um pequeno trecho da peça com o mesmo titulo: Voltar à Terra.

PORTUGAL FASHION SS18 – STORYTAILORS

No Rive-Rouge, os Storytailors revelam a sua nova coleção, intitulada “Palindrome”. O bar do Mercado da Ribeira serve de cenário à performance de moda da dupla João Branco e Luís Sanchez.

A mais recente coleção dos Storytailors distingue-se pelo “contraste de cortes geométricos e formas soltas, sem género, com a sexualidade inerente em apontamentos de estrutura e acabamentos de espartilhos sugeridos por pespontos, ilhoses e fitas”. As peças são versáteis ao ponto de permitirem a transformação das silhuetas e os materiais (naturais e tecnológicos) revelam uma preocupação com o conforto, tendo sido privilegiados o cupro, a popelina, o voile de algodão, a ganga, o cetim, o georgette e o tule. Há também apontamentos de texturas que sugerem, ainda que remotamente, penas. As cores principais são o vermelho, o branco e o preto, enquanto os cinzas e os azuis em gangas surgem num plano secundário.

PAULO AZENHA, A CRIAÇÃO À FLOR DA PELE

O designer Paulo Azenha que actualmente trabalha no departamento de acessórios da Chanel em Paris, esteve em Lisboa para inaugurar a exposição onde apresenta uma retrospectiva do seu trabalho.

Esta exposição inserida na comemoração dos quarenta anos do Museu do Traje pode ser visitada até 23 de Dezembro.

MODALISBOA SS18 – FILIPE FAÍSCA

O passado vive com o futuro, é nossa missão criar novas sinergias. Trazendo o passado ao presente, as memórias da forma de trabalhar tradicionalmente as fibras com acabamentos tecnológicos inovadores.

Sentem-se vários gritos de guerra de trabalho, de escapada e de fantasia.

MODALISBOA SS18 – OLGA NORONHA

Um conjunto de esculturas usáveis que espelham e revelam variações físicas e (in)clemências emocionais.

MODALISBOA SS18 – DINO ALVES

Peças que ao olharmos nos transmitem silêncio, onde o principal investimento parece ser o pensamento.

Ombros exagerados, com recurso a ombreiras, levando-nos para os anos 80 revisitados.

©MODALISBOA / PHOTOGRAPHY: UGO CAMERA

Peças depuradas, onde os detalhes parecem ser pequenos ruídos no meio do silêncio. Formas direitas e / ou fluidas com barras e linhas que parecem representar palavras de ordem e gritos ouvidos aqui e além.

Linhas de cor que representam as ondas hertzianas e a batida cardíaca que se torna linear quando o coração se “cala”.

MODALISBOA SS18 – NUNO GAMA

Com o aquecimento global e a contínua desconstrução das regras da arte de bem vestir, evoluímos na dualidade reminiscente do formalismo clássico com a desconstrução da rigidez da estrutura das peças e das matérias primas.

©MODALISBOA / PHOTOGRAPHY: UGO CAMERA

A omnipresença do casaco, mais ligeiro, numa hábil simplificação da construção interior e jogos entre o opaco e o translúcido, o curto e comprido e as sub camadas remetem-nos para aguadas de azulejos que poeticamente se desmultiplicam em ritmadas tonalidades de azuis, que vão desde o nosso profundo atlântico à exuberância dos cobaltos e à luminosidade das inúmeras camadas que se misturam, numa dança de azuis “aguados”, em contraste com o branco, segundo a segundo, no luzente céu de Lisboa.

O azulejo assume-se como ponto de partida do conceito de “refresco”, tonal e gráfico, e alia-se às técnicas, motivos e tradições do Minho em busca de uma nova e surpreendente linguagem que conquiste o Mundo.

Matérias primas de estruturas abertas como malha Inglesa, bordados, efeitos de favos de mel ou ainda as “dobragens” que vão desde as simples nervuras às pregas ou a interpelações ligeiras dos detalhes de Norfolk jacket à la Portugaise.

MODALISBOA SS18 – VALENTIM QUARESMA

MODALISBOA SS18 – RICARDO PRETO

MODALISBOA SS18 – KOLOVRAT

BIRDS A COLECÇÃO PARISIENSE DA DESIGNER FÁTIMA LOPES

Inspirada pelo imaginário estético dos Pássaros, Fátima Lopes criou a sua 38ª colecção Parisiense de prêt-a-porter.

Fotos: Luca Zanoni Imaxtree

Seduzida pela harmonia das subtis associações de cores fantasistas, inesperadas e sempre elegantes, a Criadora trabalhou as silhuetas fluídas e coloridas que conjugam a ligeireza e a nobreza dos materiais a uma arquitectura determinada a fazer lembrar detalhes de pássaros.

As cores misturam-se e entrelaçam-se num jogo de nuances frutados: framboesa, toranja, verde esmeralda, jade, turquesas, vermelhos, pontuados pela pureza do nude, branco e preto.

Entre Praia, Cocktail e Gala, as sedas e as rendas impõem-se e ousam as transparências. Fatos de banho gráficos apresentam-se no interior de vestidos vaporosos de mousseline, com a audácia de uma atitude sporty e singularmente moderna.

Vestidos longos glamour, jumpsuits contemporâneos, vestidos sensuais e calçado elegante, destacam-se na colecção Primavera/verão 2018 feminina e original que evoca os pássaros do paraíso furiosamente livres e extraordinários.

MINI x NUNO GAMA

Foram apresentados na Maison Nuno Gama dois MINI Clubman personalizados pelo estilista Nuno Gama. Com dois estilos diferenciados, um mais desportivo e outro mais clássico no universo Gentleman, os detalhes combinam o universo da parceria MINI x NUNO GAMA.

O MINI Clubman Gentleman e o MINI Clubman Sport by Nuno Gama estarão disponíveis no mercado nacional. Existirão duas versões únicas e exclusivas de apenas um exemplar.

MINI x NUNO GAMA Design Project:www.MINIxNUNOGAMAdesign.pt

CARLOS GIL E PEDRO PEDRO NA MILANO MODA DONNA

No passado dia 22 de setembro os designers Pedro Pedro e Carlos Gil apresentaram na Milano Moda Donna  as suas propostas para a próxima estação quente. O espaço Le Cavallerizze foi o cenário escolhido para os desfiles das coleções primavera/verão 2018 dos dois estilistas portugueses que contaram com o apoio do Portugal Fashion.




Carlos Gil apresentou a coleção Tropical Urban, inspirando-se na arquitetura contemporânea de grandes cidades, como Singapura e Milão.




Pedro Pedro revisitou os anos 80 e apresentou uma coleção com muita cor onde predominam estampados geométricos.

NAOMI CAMPBELL PROTAGONISTA DO ANÚNCIO DA H&M

O outono de 2017 da H&M une as linhas fortes da alfaiataria ao glamour para uma coleção poderosa. Peças-chave como blazers, saias-lápis e blusas femininas são conjugadas de forma surpreendente com malhas confortáveis, peças prateadas e vestidos cocktail para o dia e noite.

O filme da campanha conta com a icónica e irresistível Naomi Campbell como protagonista e segue as aventuras de Naomi e da sua squad de mulheres igualmente glamorosas na vida nocturna de Tóquio.

“Tóquio é definitivamente uma das minhas cidades favoritas. No filme visto um fato escuro assertoado que é também o meu look favorito da coleção.

Pessoalmente, usaria exactamente como no filme – o blazer abotoado, mas com um pouco de pele visível para um equilíbrio perfeito entre o feminino e o masculino,” afirma Naomi Campbell.

GREEN DIAL DA PANERAI

 

A Officine Panerai apresenta três novas criações que partilham uma combinação original de cores com um look desportista. Com as três caixas históricas da Panerai, o Radiomir, o Radiomir 1940 e o Luminor 1950, e uma impressionante combinação de diferentes funções para cada modelo, esta característica distintiva partilhada pelos três novos relógios é um mostrador verde-escuro intensivo, a contrastar com índices horários beges luminescentes com um ponteiro dourado que sobressai elegantemente. Uma correia em pele natural castanha com costuras beges contrastantes, tendo o logótipo da Panerai estampado, completa os três modelos que se encontram exclusivamente nas boutiques da Panerai nos quatro cantos do mundo: o Radiomir 8 Days Titanic – 45mm, o Radiomir 1940 3 Days Acciaio – 47mm e o Luminor 1950 Chrono Monopulsante 8 Days GMT Titanio – 44mm.

O novo Radiomir 8 Days (PAM00735) tem uma caixa em forma de almofada em titânio escovado, de 45 mm de diâmetro, com o característico encaixe de correia e a coroa cónica que tem sido disponibilizado para este modelo desde a sua primeira edição em 1936. O bisel polido circunda um mostrador verde-escuro mate com uma construção em sanduíche, fazendo sobressair os grandes índices horários bejes luminescentes e o pequeno mostrador dos segundos às 9horas.

A caixa do novo Radiomir 1940 3 Days (PAM00736) tem as linhas elegantes e simples do Radiomir 1940, estando as abas integradas com a caixa formada a partir de um bloco sólido em aço inoxidável AISI 316L e a coroa cilíndrica com o logótipo da Panerai em relevo. O diâmetro de 47 mm é o dos modelos históricos da Panerai, um tributo aos relógios especialmente concebidos para a equipa subaquática da Marinha Real Italiana e o vidro de safira é ligeiramente curvo. Neste modelo também, as indicações no mostrador verde têm os índices luminescentes em beje Super- LumiNova® e o estilo clássico da Panerai: grandes índices e marcadores horários lineares, contador pequeno de segundos e a janela da data às 3 horas.

O novo Luminor 1950 Chrono Monopulsante 8 Days GMT Titanio (PAM00737) possui uma caixa em titânio escovado de 44 mm de diâmetro com o clássico dispositivo de alavanca em ponte, patenteado pela Panerai nos anos 1950, para proteger a coroa e ajudar a assegurar a hermeticidade do relógio (10 bares, uma profundidade de cerca de 100 metros). O bisel tem um acabamento polido e, na coroa, às 8 horas encontra-se um botão que controla as operações de início, paragem e reposição a zeros do cronógrafo com as suas diversas funções e características técnicas avançadas.

©Mmymagazine - Todos os Direitos Reservados