Para a próxima primavera verão o designer Diogo Miranda trouxe o Cubismo como fonte de inspiração. O Cubismo veio a ser descrito como o primeiro movimento artístico avant-garde do século XX. Inspirando-se na arte africana e nativa americana, os seus seguidores desconstruíram convenções de ponto de vista europeu, forma e perspetiva para criarem imagens geométricas, fragmentadas e revolucionárias, caracterizadas por formas simples e com cores mais claras.

O criador apropriou-se destas referências, recorrendo a cores nuas e jogando com o cinzento e castanho, procurando o contraste com tonalidades mais escuras, de que o preto é um icónico exemplo. Os materiais contrastam também, com especial recurso à seda, com brocados e tecidos técnicos.

As saias ficaram mais curtas, as calças envolvem as pernas e os ombros cresceram.

Fotografia: Ugo Camera/PortugalFashion