Photos: Mário Galiano.

Numa altura em que se exige o direito à diferença e a indústria da moda internacional começa a estar recetiva à diversidade de corpos e medidas, Fátima Lopes apresentou, no desfile da sua coleção primavera-verão 2019, realizado no Pestana Palace em Lisboa, pela primeira vez em Portugal uma manequim CURVY.

Inspirada pela sua natureza profunda, a do seu signo astrológico “Peixes”, criou uma estética original que combina elegância, sensibilidade e sensualidade.

A Mulher peixes é intuitiva, extremamente criativa e sedutora, e assim, a criadora imaginou uma coleção hipnótica e sensual, embalada por cores e formas cativantes e cintilantes, subtilmente refinadas e reminiscente da magia  do mundo aquático.

Escamas de peixe em pailletes, bolhas de água em padrões de seda, ondas do mar em mousselines de seda drapeadas e entrelaçadas ou em variações de rendas recortadas e preciosas. A coleção pretende valorizar o corpo feminino, desde os triquinis aos vestidos de noite ultra sofisticados, passando pelos Tailheurs e uma grande diversidade de vestidos. As linhas são femininas, poéticas e misteriosas, num jogo gráfico e geométrico de modernidade.

As misturas de materiais são uma constante, entre padrões em viscoses, sedas com rendas, opaco e transparências subtis, embalados pela harmonia e romance das cores de jade, limão, rosas, vermelhos, azuis, nude, branco e preto.