Photos: Ricardo Oliveira

O músico brasileiro, que começou a compor nos anos áureos da Bossa Nova, traz os seus maiores êxitos ao Teatro Tivoli BBVA e ao Coliseu Porto Ageas, em Outubro. Nesta celebração dos 50 anos de uma carreira recheada, em Portugal, Toquinho sobe a palco ao lado do músico Naillor Proveta e da cantora Camilla Faustino. Nestas cinco décadas, cerca de 400 canções registadas, 86 discos e perto de dez mil espectáculos compõem o percurso do cantor, compositor e guitarrista. Entre todo este repertório, encontram-se colaborações com alguns dos maiores artistas da música brasileira, como Chico Buarque, Vinicius de Moraes, Elis Regina, Gal Costa, Caetano Veloso ou Maria Bethânia.

Dois dos momentos mais marcantes da sua carreira, segundo o próprio, aconteceram com apenas um ano de diferença, há precisamente uma década: em 2009, realizou o sonho de partilhar o palco com o tenor, compositor e produtor italiano Andrea Bocelli e, no ano seguinte, assinou a versão brasileira do musical CATS, em português, e com as sonoridades brasileiras que fazem parte do seu ADN. Cantor, instrumentista e compositor, Toquinho, ou Antonio Pecci Filho, vê no violão uma extensão de si mesmo e, aos 72 anos, regressa a Portugal para comemorar os seus 50 anos de carreira em duas salas nacionais com três espectáculos, onde êxitos como “Aquarela” ou “O Caderno” não ficarão esquecidos.

O Teatro Tivoli BBVA recebe o artista nos dias 7 e 8 de Outubro, a partir das 21h30. No dia seguinte, a 9 de Outubro, Toquinho ruma até ao Coliseu Porto Ageas, para um novo espectáculo com “cordas e coração”, com encontro marcado à mesma hora de capital.